Página inicial > Medievo - Renascença > Ruysbroeck Tabernáculo

Ruysbroeck Tabernáculo

terça-feira 29 de março de 2022

      

O LIVRO DO TABERNÁCULO ESPIRITUAL

    • I Do primeiro degrau
    • II Como o Cristo   realizou as figuras na aliança de todo povo cristão
    • III Do segundo degrau
    • IV Do pátio
    • V Do pátio espiritual
    • VI Do óleo das lâmpadas
    • VII Do terceiro degrau
    • VIII Do quarto degrau
    • IX O que significam Moisés e o Tabernáculo  
    • X O que significam os nomes de Beseleel e Oliab, Huri e Hur, Aaron e Ithamar
    • XI Das cortinas do Tabernáculo
    • XII Da cobertura em pelos das cabras
    • XIII Da cobertura em pelo dos carneiros tingidos de vermelho
    • XIV Da cobertura superior em pelos de carneiros tingidos de azul
    • XV Da prancha do Tabernáculo e de suas bases
    • XVI Das três virtudes teologais
    • XVII Das barras de amarração e dos anéis do Tabernáculo
    • XVIII Da significação das barras cobertas de lâminas de ouro  
    • XIX Das cortinas e das colunas que foram levantadas no Tabernáculo diante do Santo dos Santos
    • XX Das cortinas e das colunas na entrada do Tabernáculo
    • XXI Do quinto degrau
    • XXII Do candelabro de ouro
    • XXIII Do candelabro espiritual
    • XXIV Dos sete dons do Espírito   Santo
    • XXV Do dom de sabedoria  
    • XXVI Do dom de inteligência  
    • XXVII Do dom de ciência
    • XXVIII Do dom de conselho
    • XXIX Do dom de piedade  
    • XXX Do dom de força
    • XXXI Do dom de temor do Senhor
    • XXXII Dos sete instrumentos de ouro destinados à limpeza das lâmpadas
    • XXXIII Do peso do candelabro
    • XXXIV Do altar dos perfumes
    • XXXV Da bacia de bronze
    • XXXVI Das vestimentas dos sacerdotes  
    • XXXVII Dos quatro ornamentos comuns a todos os sacerdotes
    • XXXVIII Dos ornamentos próprio   ao grande sacerdote
    • XXXIX Do cinturão do grande sacerdote
    • XL Do racional do grande sacerdote
    • XLI Da primeira pedra e do primeiro artigo de nossa fé
    • XLII Do segundo artigo de nossa fé
    • XLIII Do terceiro artigo de nossa fé
    • XLIV Do quarto artigo de nossa fé
    • XLV Do quinto artigo de nossa fé
    • XLVI Do sexto artigo de nossa fé
    • XLVII Do sétimo artigo de nossa fé
    • XLVIII Do oitavo artigo de nossa fé
    • XLIX Do nono artigo de nossa fé
    • L Do décimo artigo de nossa fé
    • LI Do décimo-primeiro artigo de nossa fé
    • LII Do décimo-segundo artigo de nossa fé
    • LIII Das quatro fileiras de pedras e dos artigos de nossa fé
    • LIV Dos quatro pequenos anéis de ouro e das duas correntes do racional
    • LV Da mitra do grande sacerdote
    • LVI Da lâmina de ouro
    • LVII Do óleo santo para unção
    • LVIII Da mirra
    • LIX Da cânfora
    • LX Do cálamo aromático
    • LXI Da caixa
    • LXII Do óleo de oliva
    • LXIII Da significação do óleo santo
    • LXIV Como Moisés bendisse e consagra o Tabernáculo e seus sacerdotes
    • LXV Do sacrifício da nova lei
    • LXVI Da ressurreição   e das aparições do Cristo
    • LXVII Da ascensão   de Nosso Senhor
    • LXVIII De Pentecostes
    • LXIX Da diferença   entre os sacramentos da sinagoga e aqueles da Santa Igreja  
    • LXX Das noves faltas que tornam indigno do sacerdócio
    • LXXI Da primeira falta
    • LXXII Da segunda falta
    • LXXIII Da terceira, quarta e quinta faltas
    • LXXIV Da sexta falta
    • LXXV Da sétima falta
    • LXXVI Da oitava falta
    • LXXVII Da impureza
    • LXXVIII Das consequências funestas e do remédio da impureza
    • LXXIX Do remédio contra a gula
    • LXXX Da nona falta
    • LXXXI Como o Cristo nos lava a nós mesmos las mão   e os pés, depois nos dá a consagração  
    • LXXXII O que significam os sacrifícios que ofereceram Arão e seus filhos, quando foram consagrados sacerdotes. E primeiramente do sacrifício do touro.
    • LXXXIII Da gordura que cobria os intestinos da membrana do figado, dos dois   rins e da gordura que os recobria
    • LXXXIV Da pele das vítimas
    • LXXXV Do excremento das vítimas
    • LXXXVI Do segundo sacrifício
    • LXXXVII Do terceiro sacrifício
    • LXXXVIII Da divisão   da oferenda
    • LXXXIX Do rabo do carneiro
    • XC Do ombro direito do carneiro e dos três pães
    • XCI Do primeiro pão
    • XCII Do segundo pão
    • XCIII Do terceiro pão
    • XCIV Do peito do carneiro, chamado da elevação
    • XCV Da aspersão dos sacerdotes e de seus vestimentos com o sangue   das vítimas
    • XCVI Do sacrifício que o sacerdote oferece para ele mesmo
    • XCVII Dos cinco   sacrifícios ofertados para o povo
    • XCVIII Do segundo sacrifício ofertado para o povo
    • XCIX Do terceiro sacrifício ofertado para o povo
    • C Do sacrifício dos pobres
    • CI Das duas pombas jovens
    • CII De um outro sacrifício que podem oferecer   os pobres
    • CIII Do quarto sacrifício que oferta o povo
    • CIV Do quinto sacrifício oferto pela sinagoga
    • CV Do retículo do fígado
    • CVI Da maneira de ofertar os rins
    • CVII Como se oferta o ombro direito e o peito
    • CVIII Do uso que se fará daquilo que sobra da vítima
    • CIX Do sacrifício cotidiano
    • CX Do muito santo sacramento
    • CXI Da significação espiritual do Galbanum e do incenso
    • CXII Das sete lâmpadas do candelabro de ouro
    • CXIII Do precioso sacrifício de Nosso Senhor
    • CXIV Do bode expiatório e dos outros sacrifícios
    • CXV Da significação desta figura
    • CXVI Onde se fala ainda dos sacrifícios de Arão e de seus sucessores
    • CXVII Como era feita a tábua de proposição  
    • CXVIII Dos pães de proposição
    • CXIX Dos vinte e quatro sacerdotes judeus   e de seu ministério
    • CXX Do cordeiro pascal  
    • CXXI Daqueles que podem comer o cordeiro pascal
    • CXXII Os doze frutos do sacramento
    • CXXIII Dos alimentos puros e impuros
    • CXXIV Dos peixes puros e impuros
    • CXXV Dos pássaros impuros
    • CXXVI Do segundo pássaro
    • CXXVII Do terceiro pássaro
    • CXXVIII Da águia
    • CXXIX Do abutre
    • CXXX Do corvo
    • CXXXIII Da gaivota
    • CXXXIV Do gavião
    • CXLII Do caradriídeo
    • CXLIII Dos coraciiformes
    • CXLIV Dos morcegos
    • CXLV Do sexto degrau. A arca do testamento
    • CXLVI Do comprimento da arca
    • CXLVII Da altura da arca
    • CXLVIII Da largura da arca
    • CXLIX Da coroa de ouro da arca
    • CL Dos anéis de ouro e das barras
    • CLI Dos objetos que estavam na arca
    • CLII Que nós devemos assemelhar a Arão e a Moisés
    • CLIII O que significam as duas tábuas de pedra
    • CLIV Da urna de ouro
    • CLV Do Deuteronômio
    • CLVI Do propiciatório
    • CLVII Dos dois querubins
    • CLVIII Do sétimo degrau
    • CXXXV Da coruja
    • CXXXVI Do mergulhão
    • CXXXVII Da cegonha
    • CXXXVIII Do cisne
    • CXXXIX Do onocrotale
    • CXL Da águia multicolorida
    • CXLI Do falcão