Página inicial > Antiguidade > Tardieu Mitos Gnósticos

Tardieu Mitos Gnósticos

terça-feira 29 de março de 2022

TROIS MYTHES GNOSTIQUES foi publicado originalmente por Études Augustiniennes em 1974, este livro é um dos primeiros estudos de fôlego sobre a Biblioteca de Nag Hammadi  , na verdade tomando um de seus códices como fio da meada para exegese dos principais mitos gnósticos. Isto com todo rigor analítico deste autor, autoridade inconteste neste campo. De fato, o livro nasceu da tese de doutorado de Michel Tardieu  , sustentada em 1972, e ainda guarda a estrutura típica de uma tese, com muitas notas de referência.


TABS(name="Tardieu" tabs="Métodos - Plano - Livro") Tópicos Métodos e investigações Apresentação do códice estudado, com todo o detalhamento necessário de seu posicionamento dentro da Biblioteca de Nag Hammadi  , do manuscrito, da língua, da composição, da proveniência, da datação, do histórico já existente das interpretações, e por fim, questões metodológica para sua abordagem. Análise do argumento A tripartição gnóstica do tempo Formada de aluviões provenientes do judaísmo e da religião popular de um Egito fortemente helenizado, além de um tratado sobre a origem radical das coisas, o "Origem do Mundo   - Escrito sem Título" (EsT) é a exposição didática de um sistema do mundo completo, comportando ao mesmo tempo uma teo-cosmo-antropogonia, uma soteriologia e uma escatologia. Os três tempos das construções dogmáticas do judeu-cristianismo, ou do judeu-helenismo, aí estão bem marcados: ao tempo cosmogônico, onde deuses, homens e animais vivem juntos e onde os deuses combatem pela soberania, sucede o tempo presente, intermediário e misturado, onde o homem, separado ao mesmo tempo dos deuses e dos animais, elabora o sistema das trocas e das comunicações; a estes dois tempos sucede um terceiro tempo, o anti-tempo escatológico ou metahistória, no curso do qual tem fim a mistura do tempo presente. Então os homens retornam a seu ponto de partida, na esfera primordial, recuperados seja pelo divino (salvação realizada), seja pela selvageria infernal (danação), nos dois casos pela não-humanidade. O estabelecimento destes três tempos constitui o quadro do mito dogmático contido neste tratado. ///// Plano geral do Tratado
  • Prólogo polêmico sobre a origem
  • TEMPO COSMOGÔNICO
    • A teogonia  
      • A Ogdoada - ogdoada
      • Aparição da primeira realidade deficiente nascida de Pistis: Sofia - Sophia
      • Organização do universo da deficiência
        • Organização geral
        • Organização da sombra
          • o phthonos
          • a hyle
      • o demiurgo Yaldabaoth
        • descrição do demiurgo
        • funções do demiurgo
          • criação do céu e da terra
          • criação dos arcontes
          • criação do ambiente dos poderes
          • apêndice: fixação definitiva do céu e da terra
        • relações do demiurgo com Sofia - Pistis Sophia
          • a impiedade do demiurgo
          • a réplica de Sofia - Pistis Sophia: um anúncio da ruína do demiurgo na escatologia e uma condenação por pessoa interposta, o episódio de Sabaoth
          • a contra-ofensiva do demiurgo
          • a resposta de Sabaoth unido a Zoe
          • nova impiedade do demiurgo
    • A antropogonia
      • O Adão-Luz
      • O mundo de Eros
      • Os dois dias do Adão-Luz sobre a terra
      • A criação do Adão psíquico por Sofia - Sophia Zoe
      • A criação do Adão terrestre pelos arcontes e o ciclo de Adão e Eva
      • O octameron
      • O relato da tentação e as consequências da queda
      • O ciclo do Fênix - fênix
  • TEMPO INTERMEDIÁRIO
    • Tempo da errância
    • Tempo da completude deste mundo aqui
    • Tempo da intervenção dos "espíritos inocentes"
    • Tempo da missão do Logos
  • TEMPO ESCATOLÓGICO
    • Os pródromos do fim
      • o desmoronamento do fim
      • o tempo das lágrimas e dos tremores
    • Intervenção do princípio negativo supremo
      • a ruína da ordem do mundo
      • a liquidação do panteão arcôntico
      • a destruição radical das coisas na extinção do proton ergon
    • Intervenção do princípio positivo supremo
      /////
      Plano Geral do Livro
  • Estrutura do Tratado
    • O prólogo
      • O tempo cosmogônico
      • O tempo intermediário
      • O tempo escatológico
      • Conclusões
    • O Ciclo de Adão
      • A manifestação do Adão-Luz
      • A duração da estadia do Adão-Luz sobre a terra
      • A manifestação do Adão psíquico por Sophia Zoe
      • A criação do Adão terrestre
      • O octameron
      • Conclusões
    • Eros e o Paraíso
      • A origem de Eros
      • As características de Eros
      • As funções de Eros
      • Os dois jardins de Eros
      • O reino cósmico de Eros
    • O Bestiário de um Gnóstico do Egito
      • Introdução: o texto sobre os animais do Egito
      • Análise do argumento
      • Os dois touros
      • O pássaro fênix
      • As hidras da água
      • Conclusão
    • Apêndices (tradução dos tratados do códice)