Página inicial > Medievo - Renascença > Máximo, o Confessor (580-662) > Máximo, o Confessor — Centúrias sobre a Caridade I, 1-25

CRISTOLOGIA BIZANTINA

Máximo, o Confessor — Centúrias sobre a Caridade I, 1-25

PHILOKALIA

sábado 30 de julho de 2022, por Cardoso de Castro

    

Tradução feita por Antonio Carneiro a partir da versão espanhola, MAXIMO EL CONFESOR, Tratados Espirituales - ed. Ciudad Nueva. A tradução de cada centúria foi organizada em 4 páginas de no máximo 25 itens cada uma, para facilitar a leitura na Internet.


    

CENTURIAS sobre la CARIDAD
San Maximo el Confesor

CENTÚRIAS sobre a CARIDADE
São Máximo o Confessor

Primera Centúria / Primeira Centúria

1. La caridad es una santa disposición del alma   por la cual ésta aprecia más el conocimiento gnosis   divino   que cualquier otra cosa. Llegar a la posesión habitual de esta caridad, no le será posible a aquél que todavía conserve afecto por algo terrenal.

1. A caridade é uma santa disposição   da alma pela qual esta aprecia mais o conhecimento gnosis divino que qualquer outra coisa. Chegar à possessão habitual desta caridade, não será possível para aquele que ainda conserve afeto por algo terrenal.

2. La caridad nace de la paz interior   ( apatheia   ), de la esperanza en Dios; la esperanza, de la paciencia y de la magnanimidad; éstas, del dominio de sí ( enkrateia   ); el dominio de sí, del temor de Dios; y el temor de Dios, de la fe en el Señor.

2. A caridade nasce da paz   interior   ( apatheia ), da esperança   em Deus  ; a esperança, da paciência e da magnanimidade; estas, do domínio de si ( enkrateia ); o domínio de si, do temor de Deus; e o temor de Deus, da fé no Senhor.

3. Quien cree en el Señor teme el castigo  ; quien teme el castigo domina las pasiones; quien domina las pasiones lleva con paciencia los sufrimientos; quien lleva con paciencia los sufrimientos alcanza la esperanza en Dios; la esperanza en Dios separa el espíritu de todo afecto terrenal; y el espíritu así separado   de esto alcanzará el amor de Dios.

3. Quem crê no Senhor teme o castigo; quem teme o castigo domina as paixões; quem domina as paixões suporta com paciência os sofrimentos; quem suporta com paciência os sofrimentos alcança a esperança em Deus; a esperança em Deus separa o espírito   de todo apego terreno; e o espírito   assim afastado disto alcançará el amor de Deus.

4. Quien ama a Dios le da más importancia a su conocimiento que a todo lo creado por Él, y acuciado por el amor de este conocimiento, se aferra constantemente a el.

4. Quem ama a Deus lhe dá mais importância ao seu conhecimento que a tudo que foi criado por Ele, e pressionado pelo amor deste conhecimento, se agarra constantemente a ele.

5. Si todas las cosas han sido hechas por Dios y para Dios, Dios está sobre todas las criaturas. Así, pues, quien abandona a Dios, que es incomparablemente superior, para entregarse a las cosas inferiores, muestra que aprecia más a las criaturas que a Dios.

5. Se todas as coisas foram feitas por Deus e para Deus, Deus está sobre todas as criaturas. Assim, pois, quem abandona a Deus, que é incomparavelmente superior, para entregar-se às coisas inferiores, mostra que aprecia mais às criaturas que à Deus.

6. Quien tiene su espíritu fijo en Dios por la caridad, menosprecia todo lo visible, hasta su cuerpo, como algo extraño.

6. Quem tem seu espirito fixado em Deus pela caridade, menospreza todo o visível  , até mesmo seu corpo, como algo estranho.

7. Puesto que el alma es superior al cuerpo, y que Dios, que creó el mundo, es incomparablemente superior a éste, aquel que antepone el cuerpo al alma, y el mundo creado por Dios a su Creador, en nada se diferencia de los idólatras.

7. Considerando que a alma é superior ao corpo, e que Deus, que criou o mundo, é incomparavelmente superior a alma, aquele que antepõe o corpo a alma, e o mundo criado por Deus a seu Criador, em nada se diferencia dos idólatras.

8. Aquel que aparta su espíritu del amor y de la dedicación a Dios, para fijarlo en algo sensible  , ése es el que antepone el cuerpo al alma y la criatura a su Creador.

8. Aquele que afasta seu espírito do amor e da dedicação a Deus, para fixá-lo em algo sensível, esse é o que antepõe o corpo a alma e a criatura a seu Criador.

9. Puesto que la vida del espíritu es la luz del conocimiento, y que es el amor de Dios quien produce esta luz, rectamente se afirma que no hay nada mejor que el amor divino.

9. Considerando que a vida do espírito é a luz do conhecimento, e que é o amor de Deus quem produz esta luz, corretamente se afirma que não há nada melhor que o amor divino.

10. Cuando el espíritu es transportado por el ardor de la caridad y emigra hacia Dios, no advierte absolutamente   nada, ni a sí ni a cosa alguna. Iluminado por la luz infinita de Dios no percibe ninguna de las criaturas, como sucede al ojo sensible que no ve las estrellas cuando sale el sol  .

10. Quando o espírito é transportado pelo ardor da caridade e emigra em direção   a Deus, não adverte absolutamente nada, nem a si nem a coisa alguma. Iluminado pela luz infinita de Deus não percebe nenhuma das criaturas, como sucede ao olho sensível que não vê as estrelas quando sai o sol.

11. Todas las virtudes ayudan al espíritu a encaminarse hacia el amor ardiente de Dios, pero más que todas ellas, la oración pura. Ese espíritu es llevado en sus alas hacia Dios, y escapa de todas las criaturas.

11. Todas as virtudes ajudam ao espírito a encaminhar-se em direção ao amor ardente de Deus, porém mais que todas elas, a oração   pura. Esse espírito é levado em suas asas em direção a Deus, e escapa de todas as criaturas.

12. Cuando el espíritu, lleno de caridad, es arrebatado por el conocimiento divino y sale fuera de las criaturas, descubre la infinitud divina. Al darse cuenta estupefacto de su propria miseria dice con fervor, como el bienaventurado profeta Isaías, estas palabras suyas: "Ay de mí que soy un hombre de labios impuros, y vivo en un pueblo de labios impuros, y mis ojos han visto al rey Yahvé Sebaoth "( Is.6,5 ).

12. Quando o espírito, cheio de caridade, é arrebatado pelo conhecimento divino e sai fora das criaturas, descobre a infinidade divina. Ao dar-se conta estupefato de sua própria miséria   diz com fervor, como o bem-aventurado   profeta Isaías, estas palavras suas: "Ai de mim que sou   um homem   de lábios impuros, e vivo em um povo de lábios impuros, e meus olhos viram o rei Yahvé Sebaoth "( Is.6,5 ). [1]

13. Quien ama a Dios no puede dejar de amar   a cada uno   de los hombres como a sí mismo, aunque le cueste soportar las pasiones no purificadas de aquellos. Por eso, cuando ve su conversión y enmienda, se alegra con una alegría sin medida e indecible.

13. Quem ama a Deus não pode deixar de amar a cada um dos homens como a si-mesmo, ainda que lhe custe suportar as paixões não purificadas daqueles. Por isso, quando vê sua conversão e emenda, alegra-se com uma alegria desmedida e indizível.

14. El alma dominada por las pasiones es impura: pensamientos de concupiscencia y de odio la repletan.

14. A alma dominada pelas paixões é impura: pensamentos de concupiscência e de ódio abarrotam-na.

15. Quien descubre en su corazón la huella del odio contra alguien, porque ha recibido de ese tal ofensa, se hala totalmente alejado del amor de Dios, porque amor de Dios y odio hacia un hombre son cosas incompatibles.

15. Quem descobre em seu coração   uma pegada   de ódio contra alguém, porque recebeu desse tal uma ofensa, se acha totalmente distanciado do amor de Deus, porque amor de Deus e ódio em relação   a um homem são coisas incompatíveis.

16. " Quien me ama - dice el Señor - guardará mis mandamientos."( Jn 14,15 ). Y "éste es mi mandamiento, que os améis los unos a los otros ."( Jn 15,12 ) Así, pues, el que no ama a su prójimo no guarda   el mandamiento, y si no guarda el mandamiento, no ama a Dios.

16. " Quem me ama - diz o Senhor - guardará meus mandamentos."( Jn 14,15 ) [2] E "este é meu mandamento  , amai-vos uns aos outros ."( Jn 15,12 ) [3] Assim, pois, o que não ama a seu próximo não guarda o mandamento, e se não guarda o mandamento, não ama a Deus.

17. Bienaventurado el hombre que es capaz de amar por igual a todos los hombres.

17. Bem-aventurado o homem que é capaz de amar por igual a todos os homens.

18. Bienaventurado el hombre que no se aficiona a nada corruptible o temporal.

18. Bem-aventurado o homem que não se apega a nada corrompível ou temporal.

19. Bienaventurado el hombre que habiendo pasado más allá de todas las criaturas, goza sin cesar de la divina hermosura.

19. Bem-aventurado o homem que havendo passado   mais além de todas as criaturas, goza sem cessar da divina formosura.

20. Aquel que "cuida su carne   para satisfacer su concupiscencia" ( Rom. 13, 14 ) , y que guarda rencor contra su prójimo por cosas temporales, ese tal "adora a la criatura en lugar de al Creador" ( Rom 1, 25 ) 5.

20. Aquele que "cuida de sua carne para satisfazer sua concupiscência" ( Rom. 13, 14 ) [4], e que guarda rancor contra seu próximo por coisas temporais, esse tal "adora a criatura no lugar do Criador" ( Rom 1, 25 ) [5].

21. Aquel que preserva a su cuerpo del placer y de la enfermedad, hace de él un consiervo al servicio de las realidades más altas.

21. Aquele que preserva a seu corpo do prazer e da enfermidade, faz dele uma salvaguarda a serviço das realidades mais elevadas.

22. El que huye de las concupiscencias de este mundo está por encima de todas las tristezas de este mundo.

22. O que foge das concupiscências deste mundo está por cima de todas as tristezas deste mundo.

23. Quien ama a Dios, ama también a su prójimo sin reservas. Ese tal no puede guardarse para sí sus bienes sino que, como lo hace Dios, los distribuye, dándolos a todos los necesitados.

23. Quem ama a Deus, ama também a seu próximo sem reservas. Essa pessoa   não pode guardar para si seus bens a não ser que, como faz Deus, os distribuir dando-os para todos os necessitados.

24. Quien hace lismona al modo de Dios, da a todos equitativamente según lo han menester, considerando sus necesidades corporales, sin hacer diferencia entre bueno y malo, justo o injusto. Pero prefiere al virtuoso a causa   de sus buenas disposiciones.

24. Quem oferece esmola segundo a vontade de Deus, dá a todos equitativamente conforme se faz mister, considerando suas necessidades corporais, sem fazer diferença   entre bom e mau, justo ou injusto. Mas preferindo o virtuoso por causa de suas boas disposições.

25. Dios, que por su naturaleza es bueno y carece de pasiones, ama a todos por igual, porque son criaturas suyas. Glorifica al virtuoso por estar estrechamente unido a El por su voluntad; al malo, en cambio, lo trata con compasión por su bondad, y lo corrige en esta vida para que se convierta. Del mismo modo, el hombre que tiene una mente   buena y libre de pasiones ama por igual a todos los hombres: a los buenos, en razón de su naturaleza y de su voluntad buena; a los malos, en razón de su naturaleza, y por la piadosa misericordia que se le tiene a un loco que anda en las tinieblas.

25. Deus, que por sua natureza é bom e carece de paixões, ama a todos por igual, porque são criaturas suas. Glorifica ao virtuoso por estar estreitamente unido a Ele por sua vontade; ao mau, ao contrário, o trata com compaixão   por sua bondade, e o corrige nesta vida para que se converta. Do mesmo modo, o homem que tem uma mente   boa e livre de paixões ama por igual a todos os homens: aos bons, em função de sua natureza e de sua boa-vontade; aos maus, em função de sua natureza, e pela piedosa misericórdia que se tem para com um louco que anda nas trevas.


NOTAS DA TRADUÇÃO:

Ver online : MÁXIMO, O CONFESSOR


[1Is.6,5 versão da Bíblia de Jerusalém :

2. O livro do Emanuel
Então disse eu:
"Ai de mim estou perdido!
Com efeito, sou homem de lábios impuros,
e vivo no meio de um povo de lábios impuros,
e meus olhos viram o Rei, YHWH dos Exércitos".

Is.6,5 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ):

Eu disse então:"Ai de mim! Estou perdido,/sou um homem de lábios impuros,
habito no meio de um povo de lábios impuros
e meus olhos viram o rei, o Senhor de todo poder".

Is.6,5 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ):

Disse eu :"Ai de mim! Perdido estou!
Pois sou homem de lábios impuros,
habito entre um povo de lábios imundos
e meus olhos viram o Rei, Javé dos exércitos".

[2Jn.14,15 versão da Bíblia de Jerusalém :

Se me amais, observareis meus mandamentos, Jn.14,15 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ):

Se me amais, observeis meus mandamentos, Jn.14,15 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ):

Se me amais, guardareis meus mandamentos,

[3Jn.15,12 versão da Bíblia de Jerusalém :

Este é o meu mandamento:
amai-vos uns aos outros
como eu vos amei.

Jn.15,12 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ): Eis o meu mandamento: amai-vos uns aos outros como eu vos amei.

Jn.15,12 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ): Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros assim como eu vos tenho amado.

[4Rom.13,14 versão da Bíblia de Jerusalém :

Mas vesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não procureis satisfazer os desejos da carne.

Rom.13,14 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ):

Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não vos abandoneis às preocupações da carne para lhe satisfazerdes as concupiscências.

Rom.13,14 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ):

Pelo contrário! Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais preocupações com a carne, para satisfazer seus maus desejos.

[5Rom.1,25 versão da Bíblia de Jerusalém :

Eles trocaram a verdade de Deus pela mentira e adoraram e serviram à criatura em lugar do Criador, que é bendito pelos séculos. Amém.

Rom.1,25 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ):

Eles trocaram a verdade de Deus pela mentira, adoraram e serviram à criatura em lugar do Criador, que é bendito eternamente. Amém!

Rom.1,25 versão da Bíblia Tradução Ecumênica ( TEB ):

Eles confundiram o verdadeiro Deus com seres falsos, prestaram culto e adoração às criaturas em lugar do Criador, o qual é bendito para sempre! Amém!